Resposta "cartas para ele"
05 • set • 2013
textos category image
Jess Ribeiro

Resposta “cartas para ele”

Eramos um casal um tanto estranho e impossível, eramos diferentes um do outro e tínhamos gostos totalmente diferentes, xingávamos um ao outro eramos o tipo de casal perfeitamente errado. E a distância era o que estragava tudo, você era o tipo de garota certa que morava na cidade errada e independente de distância eu te amava e esse amor crescia cada dia mais; o tempo tem passado tão rápido e o nosso encontro cada vez mais improvável, eu queria te encontrar e queria poder te chamar de minha oficialmente, queria seu abraço e o seu beijo, te queria e quero; você sempre foi aquela que me ouviu e me ajudou quando eu mais precisei, você sempre esteve presente, não fisicamente,  apenas em meu pensamento… Poderia passar anos e mais anos e eu sei que você sempre seria unica para mim, a minha vida, minha linda, minha tudo. E depois de tanta espera o nosso encontro chegou e eu realmente estava muito ansioso.
O dia mais aguardado da minha vida chegou, não era um dia muito normal, tudo estava ótimo, o Sol brilhando lá fora, as pessoas felizes. Acordei cedo para me arrumar, tinha que ir pra rodoviária o quanto antes, porque estava louco para ver a minha pequena. Por volta de 14:00 eu cheguei na cidade dela, sai do ônibus e vi ela lá parada, me esperando, eu sai correndo e sorrindo que nem um idiota. A única coisa que eu queria naquele momento era abraçar ela, nada mais passava pela minha cabeça, acho que ficamos pelo menos uns 15 minutos nos abraçando. Saímos de carro da rodoviária, fomos para a casa dela almoçar, apesar de estar morto de fome, só queria ficar ao lado dela, bem grudadinho, sabe? Quando terminamos de almoçar ela me levou para conhecer a cidade, fizemos tudo bem juntinhos, a cada lugar que fomos estamos de mão dada ou enchendo o saco um do outro. Ela me levou em um lugar bem especial, era um morro que tinha vista para a cidade, no final da tarde tinha um por do sol incrível, então resolvemos parar por lá e aproveitar o final da tarde, ficamos abraçados vendo aquele lindo por do sol. A noite chegou, voltamos para a casa dela, resolvemos ver algum filme de terror, para ficarmos mais um pouco juntos, sabe? Fizemos brigadeiro e pipoca, sem falar na sujeira, porque parecíamos duas crianças brincando. A cada susto que ela levava apertava a minha mão, eu virava pra ela e falava: Eu vou te proteger de qualquer coisa, custe o que custar! Acabamos a nossa sessão de “cinema” por volta das 22:00, ela já parecia cansada, porque andamos muito hoje. Então depois de meia hora ela foi dormir, e eu fiquei ali, do lado dela, olhando aquele anjo dormindo.


Deixar um comentário

Último vídeo

Arquivo calendário

setembro 2013
DSTQQSS
« ago out »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930 

Pinterest

  • 15 modelos de quarto
  • Serendipity - Melina
  • Almofada de pelúcia
  • Dicas para conseguir
  • Interior Designed: B
  • 20-salas-com-sofa-ro
  • Decoração na cor Azu
  • #penteadeira #ideia
  • 1-penteadeiras-que-e
Follow Me on Pinterest

Descrevendo Nuvens - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2017 - Ilustração por Juliana Rabelo