Arquivo para amor - Página 4 de 5 - Descrevendo Nuvens
25 • jan • 2015
textos category image
Postado por:

Jess Ribeiro

Preciso de você

“Eu sinto a sua falta. De chegar em casa depois de um dia longo no trabalho, pegar no telefone e ler várias mensagens suas. Receber ligações na madrugada, chamando baixinho pra dormir, com aquela voz delicada me pedindo aconchego. Das tardes planejando um futuro, uma vida a dois. No fim da tarde, aquela transa gostosa, um banho pra acalmar o corpo. A verdade é que eu sinto falta de tudo em nossa volta. As declarações, desejando bom dia, as brigas com o término em baixo do edredom. Quando chegava da escola me contando a falta que eu fiz, do que aconteceu na aula. Na época do mês de férias, foi um prazer acordar cedo só pra ouvir você do outro lado na linha, se mexendo, sonhando, eu todo bobo não me segurava te ligava na mesma hora, a gente passava o dia todo juntos e ainda sentia falta um do outro, daquele momento único, onde só existia eu e você. Eu morro a cada dia sem você por perto, sem você pra me acolher desse jeito louco que aparento, pra mandar eu separar as coisas, deixar o ciúme de lado e ter uma boa alimentação. Eu sinto falta dos gritos, quando desligava o telefone na minha cara, chorava a tal ponto, preocupada comigo. Eu sinto falta das trocas de mimos, carinhos, apelidos melosos, da nossa convivência, quando eu pedia pra esquecer da chuva lá fora e fugir comigo. do aceito no pedido de casamento, a rotina quando a gente se ajeitava pra jantar. Hoje descarrego a falta que me faz em lágrimas, através de palavras, mas respondendo bem, lá no fundo do meu coração, eu despejo a saudade quando estou em baixo do chuveiro, eu choro, grito calado, mordo os lábios em teu chamado e você não me houve, eu fico perdido, batendo as mãos na parede, pedindo que fique, volte, traga tudo que você levou. Quando eu lembro de saudade, vem você na mente, no coração, volta o tremor nas pernas. Meu maior medo, é que a saudade me sufoque, acabe levando os sentimentos bons que você trouxe, que eu vire um pó, um escritor da dor, que perdeu a fé, e faleceu com a praga da saudade pregado no peito. A minha saudade e a dor da saudade é você.”
— Pablo Henrique Dantas. 
18 • jan • 2015
textos category image
Postado por:

Jess Ribeiro

Distancia vs Você


Acho que temos que culpar a distância por não estarmos juntos. Ou até podemos culpar o vento que não sopra ao nosso favor. Ou talvez… Talvez… Não importa por quem nós iremos culpar. O que importa é que não estamos juntos, ainda. Sim, ainda. Talvez porque eu tenha esperança. Talvez? Eu tenho certeza. Um dia ainda nos veremos, acredite em mim. E vai ser o dia mais feliz de toda a minha existência. Já passamos por tanta coisa, mas eu sei que isso é só o começo. Porque eu sei que ainda temos uma história enorme pra frente. E eu sei que um dia seremos nós. Finalmente vamos ser nós. É difícil não poder te ter ao meu lado, sabe? É estranho, eu fico imaginando você aqui comigo, o que você iria falar quando acontece alguma coisa, quando vejo um filme de romance, imagino que seja nós dois. Mas nossa história é mais que um filme, é a vida real. Me falaram pra eu perder as esperanças, parar de lutar pro você, porque nunca irei te ver. Mas eu sei que um dia estaremos juntos, meu amor. Eu sei… Eu já me contento em falar contigo pela internet mesmo. Cada coisinha que acontece, eu já penso “tenho que contar pra ele”, mais na hora vem aquele medo de você não se importa, medo de você não querer saber o que acontece comigo enfim tudo isso é medo ou talvez insegurança. Eu acho tão sortuda as pessoas que moram perto de você, sabe? Podem te ver… Podem fazer todos os dias o que eu trocaria a minha vida inteira. Sim, eu trocaria minha vida inteira, só por um segundo te vendo. Eu não sou a melhor pessoa do mundo, mas por você eu posso me tornar. Por você eu tornaria tudo o que você gosta. Eu mudaria meu gosto musical, minhas roupas, meu estilo, meu corte de cabelo, kk faria tudo, tudo pra ter você. E todos os dias antes de dormir, eu fico imaginando como vai ser o dia em que nós finalmente vamos se ver. O dia em que iremos passar por cima desses 1486 Km e iremos nos ver.

16 • jan • 2015
decoracao category image
Postado por:

Jess Ribeiro

Quarto Romântico

Meninas, peço desculpas por não postar mais sobre quarto de famoso pois to sem ideia de quartos lindos para postar para vocês. Mas eu escolhi um quarto aleatório na internet para colocar os detalhes e também colocar onde se compra os moveis para deixar seu quarto parecido. A decoração do quarto que escolhi é super Romântica, eu sou apaixonada por decoração romântica e logo meu quarto vai estar do jeito que eu quero.

No quarto tem cortinas brancas que da a impressão um ambiente mais confortável, a cor azul da parede deixa o ambiente romântico, a dona do quarto também coloco o roxo claro na cama com algumas flores da mesma cor para combinar.
No quarto também tem sua própria salinha, quem é que não quer uma salinha no seu quarto é ótimo para juntar as amigas para ficar conversando. A questão é que para ter uma mini salinha no quarto, o quarto  teria que ser bem grande.
Para dar uma cor no quarto colocaram criado mudo em uma cor mais forte, e antes que eu me esqueça o adesivo de parede e na cor dourada que deixa o ambiente muito feminino e mais delicado também.
O resto dos moveis do quarto são brancos, deixa o ambiente mais romântico, eu sou louca por moveis brancos apesar que me falaram que sujeira não pode existir nesses moveis qualquer coisa pode manchar. Então antes de você comprarem os moveis brancos fiquem de olho no material. 
Onde comprar:
1- Adesivo de parede dourado /2- Lustre para quarto /3- Edredom  /4-Lata suvinil /5-Criado mudo  /6- Almofadas fofas 
15 • jan • 2015
textos category image
Postado por:

Jess Ribeiro

Ame-se primeiro

Acho que a tempos eu não me sinto assim, a quem diz que pessoas que estão apaixonadas perdem o foco de tudo e que amar é esquecer o que esta do lado. Então acho que não estou amando, nunca amei porque nunca senti isso. 

Nunca senti uma saudade louca de alguém ou aquele friozinho da barriga, alias acho que friozinho na barriga e nada mais do que um jeito estranho de sentir fome…

A muito tempo gostei de alguém que não gostava de mim, ou gostava de mim, e nunca soube demostrar. Acho que eu não gostava dele só estava com ele porque era legal ter um namorado na época da adolescência mostrar para todo mundo que você já cresceu o suficiente para ter o primeiro amor.

Eu me machuquei muito quando soube que ele não me amava, ele tinha me traído e eu chorei como se não houvesse o amanhã mesmo sabendo que no fundo eu não gostada do jeito arrogante dele, eu não gostava NADA dele então porque eu chorei?! Acho que quando se esta com alguém mesmo não gostando de verdade a gente se acomoda e acostuma a estar perto e isso é a pior coisa que pode acontecer na sua vida! Você se machuca e chora ATOA.

E sabe qual foi o resultado final da minha longa historia de amor, eu não querer amar mais ninguém, simples assim! Não eu não amor, não eu não quero… Mas uma coisa eu sei agora sei que me amo mais que ninguém demorei muito tempo e perdi dois anos da minha vida para entender que eu sou mais apaixonada por mim mesmo.

Eu estou  na fase de amar a mim mesmo para depois amar outras pessoas. 
Acredite é muito mais divertido saber que você pode sair por ai sem dar satisfação a ninguém é chato ficar se preocupando pensando se ele sente sua falta ou se ele vai ligar ou o que ele esta fazendo 

Amar a si mesmo não é uma coisa que todos adquirem quando nasce, aprendemos aos poucos como é amar a nós mesmo. Eu desde quando acordo até quando vou dormir repito ao longo do dia: Eu estou linda e me amo assim! Se eu não me amar primeiro ninguém sera capaz de gostar de mim como eu realmente sou.

E ai meninas já se amaram hoje quando acordaram?

13 • jan • 2015
resenhas category image
Postado por:

Jess Ribeiro

Dica de livro: Eleanor & Park

Eu estou aqui para revelar uma paixão, sim uma paixão que vejo até mim e decidiu ficar me fazendo ficar viciada. É assim que me senti quando eu li esse livro.

Sinopse: Eleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e “grande” (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo.

image

O que eu mais gostei do livro é que cada pagina nos mostra uma lição de vida, nos passa um ensinamento. Eleanor teve alguns problemas familiares, ela aprendeu a ser forte assim coisas que eu sei que muitas meninas passam. 
Um ponto muito interessante de Eleanor é que ela não é nada popular, ela não tem amigos e isso nunca a incomodou.

image

Conclusão é que esse livro é muito mais do que um livro de amor adolescente, esse livro mostra a triste realidade de muitos adolescente com seus familiares, mostra a dificildade para superar algo ruim e também mostra que mesmo estando tudo ruim ainda pode se encontrar a felicidade. A felicidade de Eleanor é o Park, qual é a sua felicidade?

Frases que mais amei no livro:

  • Só o que faço quando estamos separados é pensar em você, e só o que faço quando estamos juntos é entrar em pânico. Porque cada segundo parece ser tão importante. E porque sou tão maluca, não me controlo. Não sou mais minha, sou sua; e se você resolver que não quer mais me ver? Como pode me querer como quero você?
  • Park parecia ser uma espécie de escolha de estilo de vida.
  • Segurar a mão de Eleanor era como segurar uma borboleta. Ou um coração a bater. Como segurar algo completo, e completamente vivo
  • Porque Park era o sol, e essa era a única explicação que Eleanor poderia dar
  • Não gosto de você, Park. Eu acho que vivo por você.
11 • jan • 2015
textos category image
Postado por:

Jess Ribeiro

Um amor…


É cara, você namorava uma mina incrível. Incrível mesmo, linda demais, companheira, amiga, mandona, e tudo o que você precisasse. Ela sabia ser tudo por você. Ela fazia tudo por você. E você sempre foi um idiota, como todos os outros idiotas do mundo que quebram o coração de uma garota. Mas pra ela, você não era um idiota qualquer, você era o idiota dela. Ela cuidava de você e te mimava. Ela não sabe escrever um texto muito bem, mas ela sempre demonstrou através de gestos e atitudes o quanto você era importante pra ela. Ela não sabe cozinhar, nem dobrar roupa, mas vocês sempre ficavam juntos na bagunça e planejando um futuro no qual vocês se casariam e teriam filhos, né? Porra, vocês faziam planos juntos.
E você meu caro, estragou tudo. Não deu valor. Jogou fora aquele amor bonito por nada. Brincou com a mina mais encantadora do mundo. Deixou ela ir embora, quer dizer, deu motivos pra ela ir e desistir de você. Na verdade, ela nunca desistiu, ela nunca desistiria, mas você foi lá e acabou com tudo. Fez ela chorar na frente da família, fez ela ficar mal como ela nunca tinha ficado. Pisou na bola, perdeu. E sabe, você não tem nem o direito de reclamar. Perdeu ela. Agora ela está seguindo sem o idiota dela, porque esse idiota quis ser idiota demais.
Você não vai ser mais o motivo do sorriso dela e nem vai vê-la sorrir. Puta merda. Não sabe se ela vai sentir sua falta, não sabe se ela vai se lembrar do seu jeito “crianção-bobalhão”, mas aposto que não da pra você esquecer nenhum segundo o sorriso que ela dava. Cada mania, cada manha, cada coisinha que você passou com ela, nada disso vai sair de você. Ela sempre vai ser parte da sua vida. Mas infelizmente, você a perdeu.

 

Páginas     12345

Último vídeo

Arquivo calendário

agosto 2017
DSTQQSS
« jul  
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031 

Pinterest

  • 15 modelos de quarto
  • Serendipity - Melina
  • Almofada de pelúcia
  • Dicas para conseguir
  • Interior Designed: B
  • 20-salas-com-sofa-ro
  • Decoração na cor Azu
  • #penteadeira #ideia
  • 1-penteadeiras-que-e
Follow Me on Pinterest

Descrevendo Nuvens - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2017 - Ilustração por Juliana Rabelo