Arquivo para cronicas - Descrevendo Nuvens
29 • jun • 2016
textos category image
Postado por:

Jess Ribeiro

Jess Ribeiro

Antes de você

Amor . Antes de você

Para mim não é nada fácil admitir alias nunca foi não sou o tipo de pessoa que sabe falar o que é isso. Nunca fui muito boa quando o assunto é amor me embolo toda só de pensar ou tentar explicar o que é amor, se o amor fosse uma matéria de escola eu repetiria nela. Sou o tipo de pessoa que não se importa em namorar sem ter amor, aliás eu fiz muito isso nos meus últimos relacionamentos, namorava sem ter amor só por conta do afeto mesmo. Estranho, não é?

Amar sempre foi uma questão de escolha eu escolhia estar com a pessoa, mesmo sem afeto, mesmo que isso pode-se machucar ou ele ou eu. Nunca me importei muito com os assuntos do coração, era um jeito de ficar sempre por cima porque caso algo acontecesse eu não me machucaria, ou me machucaria menos era um modo de me proteger de uma coisa que eu não conhecia e mesmo que dissessem coisas boas sobre eu sabia lidar. Comigo era assim, não tinha meio termo era 8 ou 80.

Odeio ter que admitir, odeio ter que pensar que eu posso apenas estar me enganando, odeio pensar que na verdade você nem se importa, ou que apenas estou me iludindo com isso e que na verdade não se passa de um sentimento mal interpretado. Mas é isso! Eu estou amando e eu tenho medo disso. Tenho medo de me machucar com isso assim como muitas pessoas dizem, tenho medo de me iludir com isso. E se eu sair machucada? Como vai ser eu não conseguir me recuperar depois? Muitos dizem que a recuperação é demorada e difícil.

Mas você veio daquele jeito como se não quisesse nada, e aos poucos foi me conquistando, cuidando, e me mostrando pelo ou menos aos poucos o que é sentir o amor. Eu que nunca achei que fosse me apaixonar do modo que as pessoas tanto falam. Agora entendo a seguinte frase: “não faz sentindo um dia longe de você”. Não sei o que é isso exatamente não sei explicar o que eu realmente estou sentindo já que é algo que eu não conhecia antes, mas eu acho que é amor.

Antes não sabia o que era amar, mas tudo isso foi antes de você.

Tags:
10 • maio • 2016
textos category image
Postado por:

Jess Ribeiro

Jess Ribeiro

Nós fomos construídos para amar

amor

Era uma vez, uma garota que conheceu um rapaz assim repentinamente, dizem que é assim que acontece o primeiro amor verdadeiro. Aquela era a primeira vez que seus olhos se encontraram através do corredor da escola, passando por uma multidão de pessoas, e houve uma realização imediata ela nunca tinha sentido aquilo antes, ela nunca pensou que teria aquele tipo de sentimento.

Por um momento, foi escrito por linhas retas em uma páginas um novo conto de fadas, conto de fadas esse até os instrumentos se tocavam sozinho e faziam de cada palavra dita pelos apaixonados uma melodia impecável. Os dois sentiam que poderiam fazer qualquer coisa, explorar a cidade depois do anoitecer e subir montanhas juntos só para ver o sol nascer, e por um breve segundo no tempo os dois sabiam que nada mais importa. Você já leu essa historia antes, não leu?

Por muito tempo eu desejava que tudo que eu lia em livros fosse um começo de uma historia de amor para mim, também o inicio de um futuro que parecia perfeito… Eu desejei que aquela historia fosse minha que quando você olhou para mim pela primeira vez, você viria o seu amor, a pessoa dos seus sonhos. Eu queria que houvesse muito mais no nosso amor. Mais tempo, mais calor, mais paixão…

No final? Eu queria, eu amava, eu o desejava. Ele não!

No final, acho que sempre soube que estávamos sem destino, sem o porque continuar. Eu acreditava no conceito do verdadeiro amor a qualquer custo e você não! Para mim era diferente, nós nos amávamos e nos encaixamos como quebra-cabeças – me enganei…

Eu amava a sua confiança e ambição; você amava minha delicadeza. Eu odiava suas crenças e expectativas e você odiava minha falta de fé. Você sempre ignorou minhas energia e pensamentos e queria descartar meus ideais e independência. Você não era suficiente para mim e eu não era o melhor para você. Como eu me enganei nos primeiros meses juntos foram longe de ser perfeito. Eu me lembro como fomos capazes de conversar por horas e sobre qualquer coisa. Eu gostava de dizer-lhe sobre como eu queria ser uma escritora e sobre meus diversos contos fictícios, e você me dava alguns parágrafos para escrever. Lembro-me da primeira vez que sua mão tocou meu rosto e eu ainda me lembro exatamente onde nós demos nosso primeiro beijo, e eu me lembro onde nós demos o nosso ultimo adeus. Quando se trata de você, eu não tenho arrependimentos apenas algumas magoas.

Parte de mim quer acreditar nos antigos contos de fadas, que nós fomos construídos para amar. Eu realmente quero acreditar que foi o destino que nos reuniu e que um dia vou entender esse proposito, e quem sabe um dia ainda podemos redesenhar nossa historia, fazer novas músicas e ter outro conto de fadas.

Mesmo agora, gostaria de saber o que poderia ter sido diferente se eu tivesse pulado fora da borda proverbial com você pela primeira vez. O que a teria sido se eu não tivesse te encontrado aquela vez. E agora? O que vou fazer? Vou cuidar dos ferimentos, tirar as fotos colocas na parede e batalhar em outras guerras. Vou descansar com o conhecimento de que algum dia, haverá alguém que lutará com os dragões do mundo e vencerá monstros comigo e por mm. Tudo o que eu queria dizer é que eu estou feliz, estou bem e esse é o nosso final.

Tags:

Último vídeo

Arquivo calendário

outubro 2017
DSTQQSS
« set  
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031 

Pinterest

  • Hello, Apartment The
  • 15 modelos de quarto
  • Serendipity - Melina
  • Almofada de pelúcia
  • Dicas para conseguir
  • Interior Designed: B
  • 20-salas-com-sofa-ro
  • Decoração na cor Azu
  • #penteadeira #ideia
Follow Me on Pinterest

Descrevendo Nuvens - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2017 - Ilustração por Juliana Rabelo