Arquivo para namoro - Descrevendo Nuvens
19 • set • 2016
textos category image
Postado por:

Jess Ribeiro

Jess Ribeiro

Entre a gente: Sim ou Não?

descrevendonuvens

Eu sei que a grande pergunta que predomina na cabeça da grande maioria das garotas adolescente é: “Ficar sozinha ou namorar?”, “tentar ou não?” ou “sim ou não?”.

Um dos grandes problemas da vida é não saber qual é o correto, e o pior de todos é o grande medos de errar. Pior ainda é achar que na sua idade deve ser ficar desesperada caso seja solteira e é sempre o contrario quando se ta na adolescência achamos que tem que ser naquela hora e naquele momento então nunca vai acontecer a questão é que não sei se te contaram mais você é nova não precisa ficar preocupada em encontrar algum boy magia para namorar por medo de ficar sozinha.

Mas sabe o que é pior ficar sonhando acordada que o boy, sim, aquele que você paixonite e provavelmente uma queda maior que um precipício e sonha em ver ele caidinho aos seus pés e fica criando aquela cena de filmes de romance que de repente aparece aquela pessoa que você ama e ela esbarra em você e vocês se apaixonam do nada e o fim acaba com um buque de rosas e um beijo ao som de fogos de artificio

Nem tudo é como a gente quer não é verdade? Mas bem que pode acontecer sim como nos filmes a questão é tomar muito cuidado com a interpretação nessa idade tudo passa e é bem possível que seu primeiro amor passe também então não se preocupe ok apenas curta o momento e nada de ilusões pé mo chão que tudo dá certo.

Então entre a gente: Sim ou não? Pois para mim as duas opções parecem ótimas!

Quer conversar? É só mandar um e-mail para contato@descrevendonuvens.com eu responderei o mais rápido possível!

Tags:
18 • jan • 2015
textos category image
Postado por:

Jess Ribeiro

Jess Ribeiro

Distancia vs Você


Acho que temos que culpar a distância por não estarmos juntos. Ou até podemos culpar o vento que não sopra ao nosso favor. Ou talvez… Talvez… Não importa por quem nós iremos culpar. O que importa é que não estamos juntos, ainda. Sim, ainda. Talvez porque eu tenha esperança. Talvez? Eu tenho certeza. Um dia ainda nos veremos, acredite em mim. E vai ser o dia mais feliz de toda a minha existência. Já passamos por tanta coisa, mas eu sei que isso é só o começo. Porque eu sei que ainda temos uma história enorme pra frente. E eu sei que um dia seremos nós. Finalmente vamos ser nós. É difícil não poder te ter ao meu lado, sabe? É estranho, eu fico imaginando você aqui comigo, o que você iria falar quando acontece alguma coisa, quando vejo um filme de romance, imagino que seja nós dois. Mas nossa história é mais que um filme, é a vida real. Me falaram pra eu perder as esperanças, parar de lutar pro você, porque nunca irei te ver. Mas eu sei que um dia estaremos juntos, meu amor. Eu sei… Eu já me contento em falar contigo pela internet mesmo. Cada coisinha que acontece, eu já penso “tenho que contar pra ele”, mais na hora vem aquele medo de você não se importa, medo de você não querer saber o que acontece comigo enfim tudo isso é medo ou talvez insegurança. Eu acho tão sortuda as pessoas que moram perto de você, sabe? Podem te ver… Podem fazer todos os dias o que eu trocaria a minha vida inteira. Sim, eu trocaria minha vida inteira, só por um segundo te vendo. Eu não sou a melhor pessoa do mundo, mas por você eu posso me tornar. Por você eu tornaria tudo o que você gosta. Eu mudaria meu gosto musical, minhas roupas, meu estilo, meu corte de cabelo, kk faria tudo, tudo pra ter você. E todos os dias antes de dormir, eu fico imaginando como vai ser o dia em que nós finalmente vamos se ver. O dia em que iremos passar por cima desses 1486 Km e iremos nos ver.

13 • jan • 2015
resenhas category image
Postado por:

Jess Ribeiro

Jess Ribeiro

Dica de livro: Eleanor & Park

Eu estou aqui para revelar uma paixão, sim uma paixão que vejo até mim e decidiu ficar me fazendo ficar viciada. É assim que me senti quando eu li esse livro.

Sinopse: Eleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e “grande” (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo.

image

O que eu mais gostei do livro é que cada pagina nos mostra uma lição de vida, nos passa um ensinamento. Eleanor teve alguns problemas familiares, ela aprendeu a ser forte assim coisas que eu sei que muitas meninas passam. 
Um ponto muito interessante de Eleanor é que ela não é nada popular, ela não tem amigos e isso nunca a incomodou.

image

Conclusão é que esse livro é muito mais do que um livro de amor adolescente, esse livro mostra a triste realidade de muitos adolescente com seus familiares, mostra a dificildade para superar algo ruim e também mostra que mesmo estando tudo ruim ainda pode se encontrar a felicidade. A felicidade de Eleanor é o Park, qual é a sua felicidade?

Frases que mais amei no livro:

  • Só o que faço quando estamos separados é pensar em você, e só o que faço quando estamos juntos é entrar em pânico. Porque cada segundo parece ser tão importante. E porque sou tão maluca, não me controlo. Não sou mais minha, sou sua; e se você resolver que não quer mais me ver? Como pode me querer como quero você?
  • Park parecia ser uma espécie de escolha de estilo de vida.
  • Segurar a mão de Eleanor era como segurar uma borboleta. Ou um coração a bater. Como segurar algo completo, e completamente vivo
  • Porque Park era o sol, e essa era a única explicação que Eleanor poderia dar
  • Não gosto de você, Park. Eu acho que vivo por você.

Último vídeo

Arquivo calendário

outubro 2017
DSTQQSS
« set  
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031 

Pinterest

  • Hello, Apartment The
  • 15 modelos de quarto
  • Serendipity - Melina
  • Almofada de pelúcia
  • Dicas para conseguir
  • Interior Designed: B
  • 20-salas-com-sofa-ro
  • Decoração na cor Azu
  • #penteadeira #ideia
Follow Me on Pinterest

Descrevendo Nuvens - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2017 - Ilustração por Juliana Rabelo