Arquivos romance - Descrevendo Nuvens
06 • mar • 2018
textos category image
Postado por:

Jess Ribeiro

Jess Ribeiro

Crônicas | Tudo tem a hora certa

Já está quase na hora de dormir já passou da meia noite, e eu medi na minha cabeça que deveria ler novamente o último SMS que você me mandou. Depois de tanto tempo, não entendi muito bem o porquê você me enviou essa mensagem falando que está com saudade.

Abri um longo sorriso bobo. Maldito sorriso! Obviamente eu não vou te responder tão rápido, ou talvez nem te resposta para você não achar que é tão importante! Mas, você é.

Você não imagina a quantidade de vezes que eu já me julguei por ser assim, ou de quanta se vezes eu já tentei entender esse sentimento que para mim é como as estrelas que mesmo que ainda brilhem, porém não existir mais.

Você sempre me prendeu em um labirinto de emoções posso até comparar esse meu sentimento com aquela sensação que temos quando estamos em uma montanha russa – da aquele friozinho na barriga,  mesmo assim ainda é gostoso.

Eu ainda tenho sentimentos por você! Droga…

Sinto saudade do seu cheiro, do jeito em que você me beija e toca minha pele me fazendo querer mais desse seu carinho. Acho que o nome disso é saudade.

Eu queria tanto ficar conversando com você por horas, mas aprendi nessa vida que quando a gente quer algo a mais deveríamos ir bem devagarzinho. Dizem que é para não assustar, não sei.

Acho que no fundo, todo mundo quer se sentir especial. E é assim que eu me sinto com você.

Tags:
13 • jan • 2016
resenhas category image
Postado por:

Jess Ribeiro

Jess Ribeiro

Dica de livro: Eleanor & Park

Eu estou aqui para revelar uma paixão, sim uma paixão que vejo até mim e decidiu ficar me fazendo ficar viciada. É assim que me senti quando eu li esse livro.

Sinopse: Eleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e “grande” (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo.

image

O que eu mais gostei do livro é que cada pagina nos mostra uma lição de vida, nos passa um ensinamento. Eleanor teve alguns problemas familiares, ela aprendeu a ser forte assim coisas que eu sei que muitas meninas passam.
Um ponto muito interessante de Eleanor é que ela não é nada popular, ela não tem amigos e isso nunca a incomodou.

image

Conclusão é que esse livro é muito mais do que um livro de amor adolescente, esse livro mostra a triste realidade de muitos adolescente com seus familiares, mostra a dificildade para superar algo ruim e também mostra que mesmo estando tudo ruim ainda pode se encontrar a felicidade. A felicidade de Eleanor é o Park, qual é a sua felicidade?

Frases que mais amei no livro:

  • Só o que faço quando estamos separados é pensar em você, e só o que faço quando estamos juntos é entrar em pânico. Porque cada segundo parece ser tão importante. E porque sou tão maluca, não me controlo. Não sou mais minha, sou sua; e se você resolver que não quer mais me ver? Como pode me querer como quero você?
  • Park parecia ser uma espécie de escolha de estilo de vida.
  • Segurar a mão de Eleanor era como segurar uma borboleta. Ou um coração a bater. Como segurar algo completo, e completamente vivo
  • Porque Park era o sol, e essa era a única explicação que Eleanor poderia dar
  • Não gosto de você, Park. Eu acho que vivo por você.

Último vídeo

Arquivo calendário

agosto 2018
DSTQQSS
« jul  
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031 

Pinterest

Descrevendo Nuvens - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2018 - Ilustração por Juliana Rabelo