Arquivo para texto - Descrevendo Nuvens
28 • dez • 2017
textos category image
Postado por:

Jess Ribeiro

Jess Ribeiro

Preste atenção nas dicas que a vida dá

Andamos tão preocupados em reclamar das coisas ruins acontecem em nossas vidas, tão determinados e certos de culpar ao próximo pelas nossas dores que acabamos não vendo que tudo é resultado de nossas escolhas e que as melhores coisas de nossas vidas foram as lições que aprendemos com as coisas ruins que nos aconteceram.

Choramos por perder quem amamos, mas não paramos para pensar que talvez a partida tenha sido o melhor remédio para trazer a felicidade. Nem sempre pensamos no quanto somos egoístas e egocêntricos tentando fazer com que todos prestem atenção em nós, esquecendo que o mundo não é só eu ou você, mas sim todos, todos aqueles que você ama, gosta, admira, odeia e até os que ainda não conhece.

Mas um dia acordamos e percebemos que nossa vida é boa, e que existem muitos outros em situações piores, mas que não se lastimam ou maldizem, e sim, sorriem! Simplesmente sorriem, por estarem vivos não com tanta saúde, amigos ou felicidade, mas por simplesmente poderem olhar para o céu e ver um lindo sol.

Se você tropeçou hoje, não fique triste, talvez a vida apenas queira te ensinar a desviar do buraco para que você não caia quando passar pela calçada amanhã. Se disse algo errado hoje, talvez da próxima vez irá pensar melhor antes da raiva encher seu coração.

Nem sempre a vida é tão boa, mas ela nunca tira de você algo que não se possa recuperar ou superar. Então sorria, pois hoje o dia pode estar nublado, mas amanhã, ele estará limpo, o sol vai nascer de novo e sem nenhuma nuvem para te impedir de senti-lo em seu rosto. Sempre haverão oportunidades, desde que você aprenda a respirar e ir com calma…

Tags:
09 • nov • 2017
textos category image
Postado por:

Jess Ribeiro

Jess Ribeiro

Aquele dia eu finalmente entendi

Depois de tanto tempo sem poder conversar com vocês, finalmente as coisas estão começando a voltar como era antes. Eu estou cheia de ideia para o blog e para minhas outras redes sociais. Estou dedicando parte do tempo para estudar como posso melhorar as coisas por aqui sem deixar minha essência de lado. Ou seja, eu estou procurando melhorar ainda mais meu blog deixando ele a minha cara e só com as coisas que eu gosto ou acho importante.

Como vocês sabem eu apaguei vários posts aqui no blog quando comecei ele comecei por começar, adorava escrever, mas comecei sendo um mera cópia de outros blogs que já existiam na internet, achava que os posts que eles faziam era melhor que o meu e merecia bem mais atenção pois eram lindos e cheios de informações. Informações essas que não esta agregando em nada na vida de ninguém e dificilmente alguém lembra de um desses posts.

Hoje eu percebo que as pessoas só dão atenção de verdade a post feitos do coração. Aqueles que as vezes a pessoa não quer passar nenhuma informação, mas faz com todo carinho possível e independente da informação que transmita a gente sente que a pessoa ama o que faz.

Outubro para mim foi finalmente aquele mês que eu decidi o que queria. Eu sabia que não ia abandonar o blog como algumas pessoas falaram mas, também não queria desistir do meu estudo e trabalho e equilibrar isso em uma balança foi mais difícil do que eu imaginava.
Eu finalmente consegui colocar uma resposta nas questões que antes eu não conseguia responder.

Aí como esta perfeito esse meu mês de novembro, não sei se é porque minha época favorita do ano está chegando ou se é por puro alívio já que grande parte das minhas provas estão passando ou se já passaram e eu me sai mais bem do que imaginava.

Realmente como eu tinha dito nos meus outros posts sobre recomeço. Não é nada fácil, mas é reconfortante.

Acho que finalmente entendi o porque do tempo passa de uma forma tão rápida. Não suportaríamos ficar tanto tempo aguentando um mesmo problema. Afinal, temos que seguir em frente!

Até o próximo post pessoal.

Tags:
02 • nov • 2017
textos category image
Postado por:

Jess Ribeiro

Jess Ribeiro

E como foi recomeçar?

Vou te falar, não tem sido nada fácil! Porém só de saber que eu posso recomeçar depois de tanto tempo já é motivo o suficiente para agradecer.

Me disseram que seria difícil demais fazer isso, e quiseram que eu desistisse por que poderia falhar e me arrependeria de ter tentado de novo, mas para falar à verdade recomeçar para mim tem sido um alívio.

Alívio esse que tenho alimentado cada vez mais já que para mim estava sendo sufoco ter que administrar tanta coisas na minha vida. Estou me sentindo mais leve. Entende?!

Não estou falando que está fácil, e sim que antes eu não estava me sentindo confortável e isso estava me deixando muito mal e esse mal estava me consumindo tanto que estava difícil sair de casa. Dizem as más línguas que eu estava ficando doente, mas creio que não seja isso.

Mas, eu Jessica a pessoa mais persistente do mundo não iria deixar que a tristeza me consumisse tanto assim. Parei tudo que estava fazendo para olhar para mim mesmo no espelho e ver talvez aquilo que eu não queria ver antes.
Eu estava me tornando na pessoa preguiçosa e mais cheia de desculpas que eu conheci em toda a minha vida.

E eu não queria ser assim.

Retornei a olhar outra vez, lavei o rosto e arrumei o cabelo dizendo para mim mesmo que seja como for eu vou alcançar o que eu quero. E que recomeçar faz parte da vida, mesmo que não seja fácil.

Que venha novembro e que a vida se torne mais leve…

10 • set • 2017
textos category image
Postado por:

Jess Ribeiro

Jess Ribeiro

Não me compare!

não me compare

Nunca pensei que eu precisa-se reclamar de algo assim, que eu precisa-se contar sobre o que me incomodava tanto. Comparar-me com outra pessoa não faz dela melhor. Me deixa mal só o fato de ser comparada com alguém melhor ou pior do que eu. Eu precisarei gritar para que me entendam?

Acorda, cada um tem sua realidade e que ninguém é igual a ninguém ou melhor do que outra pessoa para que tenha comparações. Não me julgue, não fale sobre mim e muito menos me compare…

A minha maior tristeza é saber que você fez e ainda faz isso. Como se outra pessoa conseguisse ser melhor em tudo. Não sabemos o que ela passou para que consegui chegar onde estar, não sabemos quem ela magoou para se sentir melhor, não sabemos que tipos de cruz ela carregou para subir os degraus e muito menos sabemos que tipo de feridas ela tem para que conseguisse chegar onde está…

Não seja idiota! Não existe pessoas melhores que outros. Todos nós temos que cuidar das nossas próprias vidas, então para que me comparar? Todos nós cruzamos caminhos diferentes e são esses caminhos que nós torna únicos. Pra que se comparar se você é um ser especialmente diferente e maravilhoso do seu jeito?

Ninguém nunca andará pelo mesmo caminho que o seu, ninguém nunca terá as mesmas feridas que a sua e alguém te amará incondicionalmente pelo que é!

Sou assim desse jeito, do meu jeito, meu modo, meu costume. Cada um tem sua particularidade, cada um tem uma diferença e são essas diferenças que nos fazem únicos, completos, plenos. As pessoas não precisam se igualar, elas precisam se completar elas precisam entender que cada um é de um jeito. E eu estou completa!

Quer uma dica minha? Aceite assim como é e não aceite comparações. Não mude!

Tags:
07 • ago • 2017
textos category image
Postado por:

Jess Ribeiro

Jess Ribeiro

Ela apenas não precisou de um caminho

Eu precisava lhe contar o que se passava na cabeça dela e ninguém entendia.

Ela já não é tão jovem quanto queria ser, e mal sabe o que quer da vida – acho que no fundo mesmo ninguém sabe. Por isso, achou melhor tentar ao máximo ser ela mesma. E por mais que as pessoas quisessem coloca-la em um padrão ela seguiu seu próprio caminho.

Ela decidiu dar um basta

A rotina que o resto da população levava não cabia mais em seu coração, talvez seja porque ela não entendia o porque o resto agia como formigas levando uma rotina cansativa e chata e sempre reclamando da vida.

Ela me disse uma vez que bastava ter confiança, mas nem a confiança ela mesmo havia.

Bastava olhar fundo nos seus olhos e alguns minutos de conversa para saber que ela era cheia de confusões, que não sabia que o melhor era não tentar ter o melhor, e que a vida sempre tinha algo para nos devolver em troca das coisas boas que fazemos.

Suas lições e experiencias eram cheias de motivações, que aos poucos pareciam não motiva-la mais. E ai ela me respondeu que o melhor que poderia fazer e tentar mudar! Não só ela, mas todos que pudesse.

E eu finalmente entendi!

Seu caminho por mais estreito que fosse era apenas seu! Que não precisava realmente achar um ponto final, que nós apenas não precisamos de tudo isso para conseguirmos chegar onde queremos precisamos apenas continuar.

Ela apenas não precisou de um caminho para entender que a felicidade um dia chegaria.

 

 

19 • jun • 2017
textos category image
Postado por:

Jess Ribeiro

Jess Ribeiro

A necessidade de mudar

Não, eu não estou conseguindo responder tantos e-mails e nem fazer tantos posts como eu fazia antes. O blog, está parado, e eu percebi que não estou conseguindo ter tanta inspiração para fazer post mas, felizmente eu entendi o porquê.
O blog já tem 3 anos e durante esses três anos eu aprendi muitas coisas sobre esse mundo é por diversas vezes eu achei que esse mundo não era para mim. Em anos eu tento achar meu nicho no blog e acho que eu finalmente consegui.

Seu que muitas de vocês também passam por isso e vejo que diversos blogueiros e blogueiras ao longo dos anos estão desistindo do que amam simplesmente por acharem que seria fácil, mas não é!

Ás vezes é necessário mudar.

Eu amo ajudar as pessoas e amo dar conselhos e eu me vi na obrigação de fazer vários post simplesmente porque achei que o blog não conseguiria fluir sem meus post eu simplesmente achava que vocês não iriam mais visita-lo caso vocês não vissem mais post neles, mas foi o contrário vocês entram aqui sempre e sempre deixam comentário mesmo post antigo.
Essas mudanças sempre partem de dentro da época que sentimos que é hora de florescer. É terça-feira e eu não sei nem se o que eu estou escrevendo vai ser publicado, mas senti que eu precisava conversar com vocês.
Essa minha fase de estudar, trabalhar e blogar tem sido de cansativa, mas muito esclarecedora. Posso dizer que em muito tempo eu não conseguia entender o que eu quero, mas hoje eu finalmente posso afirmar para vocês e para mim mesmo que eu realmente me encontrei…
A fase que me trouxe até o blog vai continuar por muitos anos. Posso não ser aquela blogueira famosa que conhece diversos lugares no mundo e ganha muito dinheiro para fazer o que ama, mas posso afirmar que eu me não sei se realmente quero isso é nem se eu vou conseguir e não vai ser isso que vai fazer com que eu desista!.
Eu não tenho canal no YouTube, não tenho milhares de seguidores nas redes sociais, mas tenho um blog que em que eu escrevo com meu coração independente se alguém vai ler ou não. E acho que é isso que realmente importa para mim.

 

Eu tenho uma necessidade enorme de mudar, estou começando por mim que aos poucos estou me tornando aquilo que eu realmente admirava e até o fim desse ano o blog vai passar por diversas mudanças desde o layout até os post…


E eu espero que vocês mesmo que seja uma ou duas pessoas estejam comigo e entendam essa minha necessidade de mudar.

Até mais unicórnios 💕🦋🦄
xoxo

 

Páginas     1234

Último vídeo

Arquivo calendário

Janeiro 2018
DSTQQSS
« dez  
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031 

Pinterest

  • Walnut Butcher Block
  • Hello, Apartment The
  • 15 modelos de quarto
  • Serendipity - Melina
  • Almofada de pelúcia
  • Dicas para conseguir
  • Interior Designed: B
  • 20-salas-com-sofa-ro
  • Decoração na cor Azu
Follow Me on Pinterest

Descrevendo Nuvens - Todos os Direitos Reservados - Copyright © 2018 - Ilustração por Juliana Rabelo